O papel importante dos diáconos e auxiliadoras

1Timóteo  •  Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 18 views
Notes
Transcript

Alcançando justa preeminência

1Timóteo 3.8–13 RA
8 Semelhantemente, quanto a diáconos, é necessário que sejam respeitáveis, de uma só palavra, não inclinados a muito vinho, não cobiçosos de sórdida ganância, 9 conservando o mistério da fé com a consciência limpa. 10 Também sejam estes primeiramente experimentados; e, se se mostrarem irrepreensíveis, exerçam o diaconato. 11 Da mesma sorte, quanto a mulheres, é necessário que sejam elas respeitáveis, não maldizentes, temperantes e fiéis em tudo. 12 O diácono seja marido de uma só mulher e governe bem seus filhos e a própria casa. 13 Pois os que desempenharem bem o diaconato alcançam para si mesmos justa preeminência e muita intrepidez na fé em Cristo Jesus.
Introdução:
Todos os crentes devem ser marcados pelo serviço. Alguém já disse que aquele que não vive para servir não serve para viver. Jesus não veio para ser servido, mas para servir e dar a Sua vida em resgate de muitos. Todos os que são de Cristo devem imitá-Lo em sua humilhação e disposição em colocar os outros acima de si mesmos.
A palavra διάκονος é utilizada para Cristo como sendo "ministro" da circuncisão e para os apóstolos como "ministros" de uma nova aliança. Como ofício, a palavra ocorre apenas 3/4 vezes em: Romanos 16.1; Filipenses 1.1; 1Tm 3.8,12. Em relação à Rm 16.1, alguns comentaristas entendem que não se trata de um ofício, mas de uma palavra de louvor a uma irmã que também se dedica à obra do Senhor.
Temos nós nos colocado nas mãos do Senhor para servir à Sua igreja?
Nosso pecado tem nos conduzido a uma vida egocentrica e desprovida de amor?
Vemos no nosso texto que:
O Papel importante dos diáconos e auxiliadoras deve ser valorizado na igreja pelo benefício que ele traz ao cuidado do Corpo e a manutenção da sã doutrina.
Vejamos alguns pontos relevantes sobre a diaconia:
A IMPORTÂNCIA DA DIACONIA (At 6.1-7)
A diaconia é importante por vários motivos:
Presta auxílio aos demais irmãos na igreja
Conhecimento das necessidades (At 6.1)
Preparo de toda a logística necessária para realizar o cuidado: recepção de ofertas, administração dos recursos, visitas aos necessitados para ver a real situação, aconselhamento e oração.
Em cada igreja e denominação as funções dos diáconos podem mudar. Em algumas igrejas os diáconos agem como presbíteros, em outras eles cuidam do patrimônia e dos recursos financeiros da igreja, em outras eles cuidam do aspecto social da igreja etc. Na nossa igreja cabe aos diáconos:
Art. 27º - Os Diáconos, presididos pelo Pastor ou seu substituto legal, constituem a Junta Diaconal e terão os seguintes deveres:
a) integrarem o Corpo de Oficiais;
b) estudar os meios de socorro aos verdadeiramente necessitados da Igreja, examinando a situação dos mesmos à luz de I Timóteo 5:3 a 16 e sua situação junto à Lei de Previdência social;
c) cuidar dos preparativos do culto público e receber as ofertas levantadas em ocasiões especiais;
d) cuidar com antecedência dos preparativos da Ceia do Senhor;
e) cuidar da boa ordem dos cultos, durante os quais funcionarão como Recepcionistas;
f) serem piedosos e dados à oração
g) substituírem os presbíteros nos seus impedimentos, no que se refere à letra “a” do Parágrafo Primeiro do Artigo 26º deste Regulamento Interno (a) auxiliarem o Pastor na distribuição da Ceia do Senhor, na ministração do batismo, etc.)
h) praticarem todos os atos inerentes ao seu cargo de acordo com Palavra de Deus.
Permite que os líderes vocacionados para a oração e a Palavra se dediquem plenamente ao ministério. "À luz de Atos 6 aprendemos que os diáconos foram eleitos porque os presbíteros não tinham tempo e energia para tomar sobre si o encargo dos pobres e necessitados, além da realização de sua outra obra: governar a igreja, pregar a Palavra, administrar os sacramentos, guiar a congregação na oração, etc" (William Hendriksen, 1 e 2 Timóteo e Tito, ed. Cláudio Antônio Batista Marra, trans. Valter Graciano Martins, 2a edição., Comentário do Novo Testamento (São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã, 2011), 165)
AS QUALIFICAÇÕES DOS DIÁCONOS
DEVE POSSUIR DOMÍNIO PRÓPRIO
Na forma como se comporta
Na forma como fala e no controle do que se fala
No exercício da liberdade - consumo de alcool
Na sua relação com o dinheiro
DEVE POSSUIR BOA ORTODOXIA
Já devem possuir uma consciência limpa
Apegados à revelação com sinceridade e convicção
DEVEM SER PRIMEIRAMENTE EXPERIMENTADOS
A participação da igreja - análise do obreiro
Condição indispensável - irrepreensível nas quaificações
DEVEM GOVERNAR BEM O PRÓPRIO LAR
Esposo de uma só mulher
Governa bem seus filhos
Governa bem a própria casa
Stott acredita que "em vez de distinguirmos diáconos de bispos como se estivéssemos distinguindo assistentes sociais de professores, é melhor pensarmos nos diáconos como pessoas que ajudam os bispos em seu ministério. A palavra “igualmente” mostra que as qualificações dos diáconos se somam às dos bispos" (Stott, John; Larsen, Dale; Larsen, Sandy. Lendo Timóteo e Tito com John Stott  (Lendo a Bíblia com John Stott) (p. 39). Editora Ultimato. Edição do Kindle)
Quem são as mulheres do v.11? Seriam elas diaconisas ou esposas dos diáconos?
Não existe concenso a respeito desse assunto, os comentaristas divergem em opinião se as mulheres são diaconisas ou esposas dos diáconos.
Em favor de diaconisas poderíamos ressaltar:
A palavra "igualmente" ou "da mesma sorte".
Seria estranho que as esposas dos diáconos fossem mencionadas e as dos presbíteros não. Não há "deles" depois de mulheres o que seria necessário se elas fosses esposas deles.
Alguns comentaristas entendem que Febe era uma diaconisa na igreja de Cencreia por causa do uso do substantivo διάκονον.
Em favor de esposas de diáconos poderíamos ressaltas:
Elas não são designadas diaconisas como Febe.
A referência a elas aparece entre duas referências a diáconos, o que tornaria muito natural uma alusão às esposas deles.
A omissão de uma referência à fidelidade matrimonial das mulheres, correspondentes aos versos 2 e 12, seria explicada se essas mulheres fossem mulheres dos diáconos.
Não encontramos em nenhum relato bíblico alguma mulher sendo consagrada com imposição de mãos.
Calvino entende que "a referência aqui é às esposas tanto dos bispos quanto dos diáconos, pois elas devem ser auxiliadoras de seus esposos no desempenho de seus ofícios, coisa que só podem fazer se o seu comportamento for superior ao das demais pessoas" (João Calvino, Pastorais, ed. Franklin Ferreira e Tiago Santos, trans. Valter Graciano Martins, Primeira Edição., Série Comentários Bíblicos (São José dos Campos, SP: Editora Fiel, 2009), 92.
Alguns sugerem que podem se referir a ambas, uma vez que as esposas dos diáconos poderiam participar na assistência aos diáconos no ministério.
Em todo caso essas mulheres deveriam:
Ser dignas - como os diáconos, v.8.
Ter controle da língua -
Ser sóbria - temperante - como os bispos, v.2.
Ser fiéis em tudo - extremamente confiáveis.
O que vemos é que as mulheres podem e devem ser consideradas como peças valiosas dentro da igreja, desde que sigam nestas qualificações. Entretanto, se devem ser consagradas ao diaconato ou não, cabe a própria igreja decidir a questão. Na ICEB nós temos igrejas que possuem mulheres na diaconia e outras que não possuem. Na nossa igreja nós não temos mulheres consagradas para essa função, mesmo que tenhamos esposas de diáconos que os auxiliam no ministério e outras irmãs que servem em várias áreas dentro da igreja.
Levando em consideração o estabelecimento do diaconato em Atos 6.1-7 e a orientação apostólica para a igreja e a prática que foi levada adiante pelos crentes nas igrejas plantadas, eu entendo que esse ministério deveria ser exercido também pelos homens. Alguns motivos:
Os apóstolos pediram para a comunidade dos discípulos escolherem homens para essa função, mesmo que o problema apresentado envolvessem o cuidado com mulheres (At 6.3);
A igreja como um todo se agradou do parecer dos apóstolos, ninguém questionou o por que não tinha mulheres entre os que seriam indicados. Será que não estamos sendo influenciados por uma cultura segregacionista?
Os apóstolo oraram e impesaram as mãos sobre eles. Não vemos nas Escrituras ninguém impondo as mãos para consagrar alguma mulher a cargos de liderança na igreja.
O apóstolo Paulo quando escreveu para a igreja em Filipos, na saudação ele inclui os bispos e διακόνοις que é um substantivo, dativo, plural, masculino.
O RESULTADO DA BOA DIACONIA
Uma excelente posição - alcançam para si mesmos justa preeminência. Um grau de dignidade e influência benéfica na igreja.
É algo que eles podem alcançar (deveriam almejar isso)
É uma recompensa justa.
Stott (p.40) entende que "Nesse caso, a “posição” será espiritual, seja uma posição de honra na estima de Deus e da igreja, ou mesmo um passo adiante em sua jornada espiritual".
Muita intrepidez na fé em Cristo Jesus
Conclusão:
Stott (p.41) compartando as duas listas juntas, nota que existem cinco áreas principais a serem investigadas:
Em relação a si mesmos, os candidatos devem possuir domínio próprio e maturidade, inclusive nas áreas de bebida, dinheiro, temperamento e língua.
Em relação à família, devem ser fiéis no casamento e capazes de disciplinar os filhos.
Em relação aos relacionamentos, devem ser hospitaleiros e mansos.
Em relação às pessoas de fora, devem ser muito estimados.
E, em relação à fé, devem ser fortemente apegados à verdade e ter o dom de ensiná-la.
Há muito material neste capítulo tanto para encorajar as pessoas certas a se oferecerem para o ministério pastoral como para desencorajar as erradas a fazerem isso. O que desencoraja é que os padrões exigidos são altos e a tarefa é árdua.
Acredita-se que a responsabilidade de cuidar da igreja de Deus assuste os melhores cristãos e os mais instruídos. Mas, por outro lado, o que encoraja é que o pastorado é uma tarefa nobre, uma bela incumbência, uma louvável ambição. Envolve entregar-se a serviço dos outros. As palavras bispo e diácono são aplicadas ao Senhor Jesus no Novo Testamento. Poderia haver honra maior do que seguir seus passos e compartilhar parte de seus papéis como bispo e diácono que ele está disposto a nos delegar?
Refletindo na mensagem:
Quais foram as qualificações necessárias para seu emprego atual ou para um emprego anterior? Por que elas foram necessárias?
Related Media
See more
Related Sermons
See more