O desânimo nos faz recuar, porém, Jesus nos faz avançar

Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 12 views
Notes
Transcript

“Não é tempo de parar, é tempo de prosseguir”

João 21.1–14

João 21.1–14 (RA)
1 Depois disto, tornou Jesus a manifestar-se aos discípulos junto do mar de Tiberíades; e foi assim que ele se manifestou:
2 estavam juntos Simão Pedro, Tomé, chamado Dídimo, Natanael, que era de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu (Tiago e João) e mais dois dos seus discípulos.
3 Disse-lhes Simão Pedro: Vou pescar Disseram-lhe os outros: Também nós vamos contigo. Saíram, e entraram no barco, e, naquela noite, nada apanharam.
4 Mas, ao clarear da madrugada, estava Jesus na praia; todavia, os discípulos não reconheceram que era ele.
5 Perguntou-lhes Jesus: Filhos, tendes aí alguma coisa de comer? Responderam-lhe: Não.
6 Então, lhes disse: Lançai a rede à direita do barco e achareis. Assim fizeram e já não podiam puxar a rede, tão grande era a quantidade de peixes.
7 Aquele discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: É o Senhor! Simão Pedro, ouvindo que era o Senhor, cingiu-se com sua veste, porque se havia despido, e lançou-se ao mar;
8 mas os outros discípulos vieram no barquinho puxando a rede com os peixes; porque não estavam distantes da terra senão quase duzentos côvados.
9 Ao saltarem em terra, viram ali umas brasas e, em cima, peixes; e havia também pão.
10 Disse-lhes Jesus: Trazei alguns dos peixes que acabastes de apanhar.
11 Simão Pedro entrou no barco e arrastou a rede para a terra, cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes; e, não obstante serem tantos, a rede não se rompeu.
12 Disse-lhes Jesus: Vinde, comei. Nenhum dos discípulos ousava perguntar-lhe: Quem és tu? Porque sabiam que era o Senhor.
13 Veio Jesus, tomou o pão, e lhes deu, e, de igual modo, o peixe.
14 E já era esta a terceira vez que Jesus se manifestava aos discípulos, depois de ressuscitado dentre os mortos.
Propósito do cap 21:
Cristo ressussitou dentre os mortos (venceu a morte).v.1
Cristo ama os seus discípulos lhes atribuindo sua bondade, graça e amor. vv.5-6
Cristo lembra os discípulos que são pescadores, mas de homens.
v.6- Então, lhes disse: Lançai a rede à direita do barco e achareis.
A primeira pesca foi quando Jesus fez de Pedro um pescador de homens; essa foi quando Jesus restaurou Pedro para ser um pastor de ovelhas. Jesus tira das mãos de Pedro a rede de pescador e, em seu lugar, coloca o cajado de pastor. Hernandes Dias Lopes
4. Cristo deixa claro que o pecador pode sim, ser restaurado e usado por Ele.
É possível que uma dúvida tivesse surgido com respeito à questão de se a um homem que pecara tão gravemente poderia ainda ser confiada a importante tarefa de pastorear o rebanho de Jesus Cristo. William Hendriksen
Introdução:
No primeiro dia da semana, as mulheres foram ao túmulo de Jesus e depararam com a pedra removida. Ao entrarem no túmulo, um anjo que estava postado do lado direito, no lugar onde o corpo de Jesus havia sido posto, pediu que elas não ficassem com medo, pois Jesus havia ressuscitado. O anjo transmitiu-lhes uma ordem:
Marcos 16.7 RA
7 Mas ide, dizei a seus discípulos e a Pedro que ele vai adiante de vós para a Galileia; lá o vereis, como ele vos disse.
Quem? Jesus; sete discípulos:
Simão Pedro= Um pescador que se tornou um apóstolo e líder da igreja primitiva.
Tomé= O apostolo que duvidou da ressurreição de Jesus.
Natanael= um israelita de Caná (aldeia na Galiléia, onde Jesus realizou seu primeiro milagre registrado).
Os filhos de Zebedeu = os pescadores João e Tiago.Mt 4:21
Mateus 4.21 RA
21 Passando adiante, viu outros dois irmãos, Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam no barco em companhia de seu pai, consertando as redes; e chamou-os.
Mais dois de seus discípulos, não sabemos quem realmente eram.
Onde? Junto ao mar de Tiberíades (Um lago no rio Jordão, na região da Galiléia). Jo 6.1
João 6.1 RA
1 Depois destas coisas, atravessou Jesus o mar da Galileia, que é o de Tiberíades.
Quando? Quando Jesus se manifesta novamente aos seus discípulos, ao clarear da madrugada (grego= bem cedo; ao romper do dia; início do período da manhã).
O que está acontecendo? Qual foi o relato de João?
vv.1-3- João relata a manifestação de Jesus após uma pesca sem êxito.
Pedro resolve ir pescar,
Os outos seis, resolvem lhe fazer companhia,
Então foram, entraram no barco e a pesca foi sem sucesso.
v.1-2- O evangelista ainda procura provar a ressurreição de Cristo e registra que ele apareceu a sete discípulos.
v.1- tornou (a ideia é novamente) Jesus a manifestar-se...
tornou: Todos ocorreram em Jerusalém:
A Maria Madalena (Mc 16.9; Jo 20.11–18).
Às mulheres (Mt 28.9–10).
A Cleopas e seu companheiro (Lc 24.13–35).
A Simão (Lc 24.34; 1 Co 15.15).
Aos discípulos, exceto Tomé (Jo 20.19–23).
Aos discípulos, com Tomé presente (Jo 20.24–29).
Depois que os discípulos foram para a Galileia...
Manifestou (tornar-se claramente revelado, visível):
I. Manifestou no momento em que os discípulos estavão confusos e desanimados.
II. Manifestou não se revelando, mas deixando com que conhecessem a sua sua bondade.
III. Manifestou com carinho e amor, Filhos, v.5.
O simples fato de chamá-los de “filhos”, paidia, demonstra o profundo afeto de Jesus por eles e a manifestação plena de sua graça restauradora. Hernandes Dias Lopes
Iv. Manifestou poderosamente (mostrando a sua soberania).
V. Manifestou de forma bem clara que sem Jesus não podem fazer nada. v.6
Sem mim nada podeis fazer… (procurar).
Eu vou mostrar onde deve lançar a rede
Eu vou mostrar que sou o provedor
Eu vou mostrar que estou com vocês
E o propósito do milagre era abrir os olhos desses homens, fazê-los ver que, sozinhos, nada podiam fazer, e para fortalecer sua fé nele! William Hendriksen
VI. manifestou segundo a sua Glória, majestade Divina.
VII. Manifestou-se visivelmente, uma forma clara para mente, sentidos ou juízos.
2Co 2.14; 2Co 11.6;
Cl 4.4; Tt 1.3.
Obs: ainda assim, os discípulos não o reconheceu.
v.2- O Senhor havia prometido que encontraria os discípulos nesse lugar Mt 28.7
Mateus 28.7 RA
7 Ide, pois, depressa e dizei aos seus discípulos que ele ressuscitou dos mortos e vai adiante de vós para a Galileia; ali o vereis. É como vos digo!
Mateus 28.10 RA
10 Então, Jesus lhes disse: Não temais! Ide avisar a meus irmãos que se dirijam à Galileia e lá me verão.
Marcos 16.7 RA
7 Mas ide, dizei a seus discípulos e a Pedro que ele vai adiante de vós para a Galileia; lá o vereis, como ele vos disse.
v.3- Vou pescar (Estou indo pescar= se abstivera do exercício do apostolado por um breve tempo).
a ideia de que Pedro, pelo menos por enquanto, tivesse desistido de suas atividades no reino e tivesse voltado à sua ocupação antiga não pode ser inteiramente descartada. William Hendriksen
Como Pedro era um líder, e como liderança é sobretudo influênciador, homem de ação
v.3- Disseram-lhe os outros: Também nós vamos contigo. (eles fazem o que lhes era costumeiro fazer e o que pertencia aos homens em sua vida particular).
Pedro e seus companheiros, em contrapartida, se entregam inteiramente à pesca… João Calvino
v.3. E naquela noite nada apanharam:
Lucas 5.5 RA
5 Respondeu-lhe Simão: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos, mas sob a tua palavra lançarei as redes.
Por que?
Seria uma punição porque todos abandonaram Jesus?
Era o melhor horário para pesca, eram experientes, sabiam aonde e como jogar a rede, eram trabalhadores labutando noite a dentro, contudo, nada pegaram.
Seria uma punição? Deus lhe virou as costas?
Evidente que não...
Jesus quiz...
1- Provar a veracidade do milagre.
2. Manifestação clara do poder de Cristo.
3. Depois de grande luta durante toda noite, seriam favorecidos pela bondade do Senhor.
4. Entender que a prosperidade e o sucesso é atribuido à bondade de Deus.
vv.4- 8 - João relata a manifestação de Jesus de uma forma amorosa e bondosa
Jesus estava na praia, ao clarear da madrugada, v.4.
Almeida Revista e Corrigida “… sendo já manhã...”.
Nova Almeida AtualizadaAo romper o dia...”.
Jesus não foi reconhecido pelos discípulos. v.4.
Jesus se manifesta amorosamente. v.5.
Filhos....”= παιδίον- paidion.
termo carinhoso apelativo;
termo de afeto e intimidade.
termo talvez indicando o cuidado e o cultivo que se teria por criança.
Heb. 2:13; “filhinho”,
I João 2:18
Jesus pergunta esperando uma resposta reta, direta e desanimadora. v.5. “Não”.
Obs: Cf.Lc 24:41
Lucas 24.41 RA
41 E, por não acreditarem eles ainda, por causa da alegria, e estando admirados, Jesus lhes disse: Tendes aqui alguma coisa que comer?
Jesus manifesta a sua graça e soberana autoridade. v.6.
Lançai a rede à direita do barco e achareis. Assim fizeram e já não podiam puxar a rede, tão grande era a quantidade de peixes (multidão dos peixes)”.
Lucas 5.4 RA
4 Quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao largo, e lançai as vossas redes para pescar.
Lucas 5.6–7 RA
6 Isto fazendo, apanharam grande quantidade de peixes; e rompiam-se-lhes as redes. 7 Então, fizeram sinais aos companheiros do outro barco, para que fossem ajudá-los. E foram e encheram ambos os barcos, a ponto de quase irem a pique.
Jesus é reconhecido por João, v.7.
João 13.23 RA
23 Ora, ali estava conchegado a Jesus um dos seus discípulos, aquele a quem ele amava;
João 20.2 RA
2 Então, correu e foi ter com Simão Pedro e com o outro discípulo, a quem Jesus amava, e disse-lhes: Tiraram do sepulcro o Senhor, e não sabemos onde o puseram.
… É o Senhor...”.
Pedro sabendo que era Jesus, por intermédio de João, foi ao seu encontro desesperadamente; um desânimo se transformou em esperança e alegria.
João e os outros cincos discípulos permaneceram no barco, puxando a rede cheia de peixes, apróximadamente 200 côvados da praia, v.8.
Nova Almeida Atualizada - noventa metros da margem.
Nova Tradução na Linguagem de Hoje- uns cem metros da praia.
v.4- Mas, ao clarear da madrugada, estava Jesus na praia; todavia, os discípulos não reconheceram que era ele.
1- O desanimo faz a gente não perceber o quanto o Senhor nos ama.
2. O desanimo faz a gente não perceber que Jesus ainda cuida de nós.
3. O desanimo faz a gente não perceber que Jesus ainda mantém o seu olhar sobre nós.
4. O desanimo faz a gente não perceber que Jesus tem algo na nossa vida e para nossa vida.
5. O desanimo nos faz ficar cegos e não enxergar que Jesus está próximo de nós.
Aqui está um verso da manifestação graciosa de Jesus na vida dos discípulos.
v.5- Perguntou-lhes Jesus: Filhos, tendes aí alguma coisa de comer? Responderam-lhe: Não.
A pescaria não lograra êxito, e, sozinhos, eles jamais poderiam suprir as próprias necessidades.
Nova Tradução na Linguagem de Hoje Moços, vocês pescaram alguma coisa?
Não gosto dessa palavra moços porque era os discípulos que não conheceram Jesus, porém, Jesus conhece os seus seguidores.
v.6- Lançai a rede ao lado direito do barco.
1- acolheram o conselho de um homem dentre a sociedade, não há obediência a ordem de um Rei, Mestre, Profeta e Senhor.
(perceba que até o presente momento eles não conheceram Jesus).
OBS: Tinham experiencia, era a profissão deles, é de causar estranheza quando os discípulos ouvem instruções de estranho, ainda mais sem pedir...
Contudo, foram humildes, quebrando a ideia que sabem de tudo.
2- Nada além de uma continuidade do trabalho...
3- Contudo, foi o início de sua manifestação graciosa, ou seja, revelou-se como ressurreto.
v.6- já não podiam puxar a rede, tão grande era a quantidade de peixes.
(dois milagres: grande quantidade de peixes e rede preservada distinto do que acnteceu em Lc 5.5-6)
Sozinhos, a rede voltará vazia, mas com Cristo, a rede ficará tão cheia que não conseguiremos puxar.
v.7- Por isso o discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: É o Senhor!
1. João elevou o coração ao Senhor após o êxito.
2. João reconheceu que o ato de bondade só podia fluir do favor imerecido do Senhor.
3. Pedro sentiu o desejo de estar próximo de Jesus, com o coração palpitante e cheio de regozijo.
4. Os discípulos se comprementavam: observe...
João de visão, v.7Por isso… É o Senhor!
Pedro de ação, v.7 cingiu-se com sua veste de pescador… e lançou-se ao mar
Os seis de comunhão, v.8mas os outros discípulos vieram no barquinho puxando a rede com os peixes
v.7- lançou-se ao mar(ele toma a dianteira dos demais em proporção a seu zelo);
v.8. “duzentos côvados” ou noventa metros.
peixe e pão
pode ser um argumento de multiplicação?
(em ambos os casos o original tem o artigo definido).
vv.9-14- João relata a manifestação de Jesus suprindo a necessidade física (desjejum) e espíritual na restauração do ministério dos seus discípulos.
Os discípulos desceram do barco e encontraram um banquete com peixes e pão (singular). v.9.
Os discípulos ouviram de Jesus “Trazei alguns dos peixes que acabastes de apanhar.v.10.
Obs: ensinamento de Jesus diante a restauração do chamado:
Humildade, vv 5-6
Trabalho ardo e persistente, labuta suada, v.6 “Lançai a rede....”.
Compartilhamento, v.10Trazei alguns dos peixes que acabastes de apanhar.
Comunhão entre os discípulos e com Jesus, vv.12-13Vinde, comei […] Veio Jesus, tomou o pão, e lhes deu, e, de igual modo, o peixe.
Vinde= δεῦτε deute (déuté) venha! (13x) mover em direção ou aproximar-se de alguém. (venham em minha direção).
Mat 4.19; 11.28; 21.38; 22.4; 25.34; 28.6; Mar 1.17; 6.31; 12.7; Luc 20.14; Joa 4.29; 21.12; At 10.41 Apo 19.17
há versão que diz “Vinde, jantar...”. Não acho correta porque o texto tem a contextualização de amanhacer, a ideia passada é que eles ficaram a noite toda trabalhando.
comei= ἀριστάω (aristáō)- tomar café da manha.
v.13- Veio Jesus… ἔρχομαι (erchomai) (érromé), VB. vir; ir
mover em direção ou aproximar-se de alguém.(aproximou-se Jesus).
Vinde a mim os cansados e sobrecarregados= estar cansado e sobrecarregado, como andar todo caminho?
Vá até ele enquanto você pode, você não vai andar todo caminho do encontro, Ele também vem até você.
ensinamento de Jesus diante a restauração do chamado:
Humildade
Trabalho ardo e persistente, labuta suada
Compartilhamento
Comunhão
Servidão- servir mesmo, v.13. Veio Jesus, tomou o pão, e lhes deu, e, de igual modo, o peixe.
Prosperidade- multiplicação “o pão, e lhes deu, e, de igual modo, o peixe”, v.13.
NVI- “tomou o pão e o deu a eles, fazendo o mesmo com o peixe”.
ARA- “e lhes deu” . Mas antes de pedirmos prosperidade e multilicação, precisamos ter um encontro com Ele, ter intimidade, envolvimento...
Os discípulos juntos , inclusive Pedro que retornou ao barco, e arrastaram para terra a rede com 153 grandes peixes.
Antes ele disse vou pescar, não chamou ninguem, iria sozinho e pula sozinho para encontrar com Jesus, no entanto, retorna ao barco para ajudar os companheiros.
Obs: três milagres apanharam grande contidade de peixes, grandes peixes e a rede não se rompeu.
Os discípulos são chamados ao desjejum na companhia de Jesus, v.12.
Os discípulos não tinham dúvidas que Jesus era com eles, v.12.
τολμάω (tolmaō), VB. ousar. ser corajoso o suficiente para tentar ou fazer alguma coisa.
Porque sabiam que era o Senhor”
Quem é com você?
Quem está com você?
Quem anda com você?
Obs: Jesus não abandona os seus discípulos, não há porque ter dúvidas.
Os discípulos foram servidos pelo Senhor dos senhores.
Os discípulos não poderiam ter dúvida da ressurreição de Jesus, v.14, por três vezes Jesus se manifestou a eles. Lc 5.1-11
v.9. Aqui está a famosa frase: “A gente sem Deus, somos nada e não temos nada e não fazemos nada, agora, Deus sem a gente pode tudo e faz tudo”
v.10- Trazei alguns dos peixes que acabais de apanhar.
Ainda que a rede de repente estivesse cheia, sem qualquer esforço excessivo da parte deles, contudo a pesca deles não é atribuída por Cristo aos discípulos. Assim, denominamos o pão que diariamente comemos, e, todavia, ao pedirmos que ele nos seja dado, reconhecemos que ele procede da bênção divina João Calvino
Mateus 6.11 RA
11 o pão nosso de cada dia dá-nos hoje;
1. Jesus ensina que Ele é por nós, mas teremos que trabalhar, Ele não chamou os discípulos diretamente para comerem peixe, eles tinham que:
Continuar na labuta
Lançar a rede
esforçarem para pucharem a rede, etc...
2- Jesus ensina que Ele pode restaurar de forma plena o nosso chamado, a nossa vocação...
21.3 Cf. Mt 4:18–22
Mateus 4.18–22 RA
18 Caminhando junto ao mar da Galileia, viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, que lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores. 19 E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. 20 Então, eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram. 21 Passando adiante, viu outros dois irmãos, Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam no barco em companhia de seu pai, consertando as redes; e chamou-os. 22 Então, eles, no mesmo instante, deixando o barco e seu pai, o seguiram.
v.14. E já era esta a terceira vez que Jesus se manifestava aos discípulos, depois de ressuscitado dentre os mortos.
João 20.19 RA
19 Ao cair da tarde daquele dia, o primeiro da semana, trancadas as portas da casa onde estavam os discípulos com medo dos judeus, veio Jesus, pôs-se no meio e disse-lhes: Paz seja convosco!
João 20.26 RA
26 Passados oito dias, estavam outra vez ali reunidos os seus discípulos, e Tomé, com eles. Estando as portas trancadas, veio Jesus, pôs-se no meio e disse-lhes: Paz seja convosco!
Lucas 5.1-11
Conclusão/Aplicação:
Related Media
See more
Related Sermons
See more