Um exemplo para os cristãos! | Genesis 45.4-8

Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 30 views
Notes
Transcript

Introdução!

Queridos, quero falar a respeito de uma pessoa que é muito admirada na palavra de Deus.
José do Egito, filho de Jacó/Israel, o homem usado por Deus para livrar um povo de uma tragédia.
Meus irmãos, os exemplos do que José passou é de grande aplicação para a nossa vida e nos ensina grandes coisas.
Antes da gente ler o texto, quero contar rapidamente a história de José pra gente ficar por dentro de tudo.
Quem era José?
José era o filho amado de Jacó, por ser filho de sua velhice e também filho da mulher que esse mais amava, Raquel.
José tinha revelações de Deus
José delatava as coisas erradas que seus irmãos fazia.
Os irmãos de José tinham inveja dele
Os irmãos de José planejaram sua morte. Mas no fim, não o mataram e sim o venderam como escravo.
Chegando no destino final, sendo escravo, foi vendido para um oficial de Faraó.
Na casa de Potifa, José se destacou, assim como no meio de seus irmãos, por ser alguém cheio de Deus.
A mulher de Potifa quis se relacionar com ele, ele fugiu. Mesmo fugindo foi acusado por essa mulher e Potifa o manda para prisão.
Na prisão José virou o homem de confiança do carcereiro e todas as tarefas que estavam na mão de José davam certo e o carcereiro ficava tranquilo.
Chegaram 2 prisioneiros da casa de Faraó, um padeiro e o outro copeiro.
José interpreta o sonho que os dois tiveram e rapidamente a interpretação desses sonhos se realizam certinho como José havia dito que iria acontecer.
Faraó tem um sonho, o copeiro, aquele mesmo que teve o seu sonho interpretado por José, lembra de José e o indica para interpretar o sonho de Faraó.
José interpreta, Faraó vê a sabedoria nele, o coloca como Governador de todo Egito, homem de confiança de Faraó.
Em seu governo tem a oportunidade de receber os seus irmaõs de volta. Ele os recebe, os perdoa e diz assim pra eles.
Ler texto: Genesis 45.4-8
Queridos, toda essa história eu precisava contar pra vocês pra trazer todo mundo pra dentro da realidade da vida de José.
Porque com certeza, muitos daquela época olhavam pra ele e diziam: "Que hebreu de sorte, Governador do Egito."
Não sabiam eles o que esse então jovem tinha passado para chegar nesse lugar e os planos que Deus tinha pra ele.
Com a vida de José eu posso aprender algumas coisas e eu quero compartilhar com vocês 3 acontecimentos na vida de José que serve de exemplo para nós.

Adversidades da vida!

O primeiro acontecimento na vida dele são os problemas e as adversidades.
José foi perseguido por seus irmãos e pela mulher de Potifar.
Seus irmãos queriam o matar, a mulher de Potifar queria relacionamento com ele.
José tinha um diferencial em sua vida, ele amava a Deus e não abria mão dos princípios e daquilo que Deus condenava como errado.
Queridos e por ser alguém que teme ao Senhor, esse jovem rapaz pagou um preço muito alto.
Os problemas que José teve em sua trajetória não o impediu de chegar onde Deus havia planejado.
Suas dificuldades não impediram de avançar para os propósitos que Deus tinha pra sua vida.
Quando José foi vendido por seus irmãos, ele poderia ter se revoltado contra Deus, ele poderia muito bem ter ficado chateado com Deus por te-lo deixado passar por esses momentos.
Mas não, pelo contrário, ele trabalha, se esforça e tem o seu trabalho honrado.
Ele estava fazendo aquilo que o Apóstolo Paulo orienta a igreja de colosso a fazer.
Colossians 3:23–24 NAA
23 Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor e não para as pessoas, 24 sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo.
Iremos passar por adversidades da vida, mas o segredo é: o que faremos com isso?
Como vamos encarar o problema?
A forma como nós enfrentamos o problema é que vai fazer a diferença.
Sobre problemas e aflições existe uma palavra de Jesus pra gente.
João 16.33 Jesus afirma pra gente que a aflição é uma consequencia de viver no mundo, mas que era pra gente ter bom animo porque Ele venceu o mundo.
Ele teve as suas dores nesse mundo, ele é 100 % homem e 100 % Deus. Em sua humanidade ele sentiu dor, foi traído, teve de aconselhar, repreender, foi maltratado.
Isso mostra que os problemas, aflições são coisas da vida, que nós vamos passar.
Agora a nossa atitude diante dessas adversidades é que vai ser o diferencial em nossas vidas.
José encarou e superou todas as suas dificuldades, não abrindo mão de seus princípios, não abrindo mão da sua fidelidade a Deus.
Queridos o deserto nos ensina. As vezes precisamos passar por algumas situações para o aperfeiçoamento da nossa vida.
Se hoje você está passando por um problema, um medo, um anseio, uma aflição. A palavra de Deus hoje pra você é Confia em mim, eu estou no controle de tudo. Assim foi na vida de José e assim também será na nossa vida.
Deus está no controle de todas as coisas.
O outro acontecimento na vida de José foi que ele teve Visão do Futuro.

Visão do Futuro!

Mas ele teve visão do futuro porque? Ele era alguém que estava cheio do Espírito de Deus.
Genesis 41:38 NAA
38 Então Faraó perguntou aos seus oficiais: — Será que poderíamos achar alguém melhor do que José, um homem em quem está o Espírito de Deus?
José foi considerado por ímpios alguém cheio de Deus.
Quanto privilégio pra alguém que foi maltratado pela vida, mas escolheu permanecer em Deus.
José por ser cheio de Deus, ter intimidade, ser fiel a Deus ele tinha visão de futuro.
José interpretou o sonho de Faraó e tudo o que José interpretou aconteceu.
Visão de Deus, a interpretação do sonho foi Deus que deu a José. E o que eu acho interessante que tudo José atribui a Deus.
Tudo o que acontece em sua vida: tanto as adversidades, quanto as interpretações dos sonhos ele atribui a Deus.
Atribui a permissão de Deus para que chegasse naquele cargo.
José não era alguém que queria aparecer, não era alguém que queria fama, pelo contrário ele apontava a honra e a glória a Deus, aquele que fez tudo.
E através dessa visão ele foi colocado como governador do Egito.
7 anos de fartura e 7 anos de fome. (Essa foi a interpretação do sonho)
Imagina ter que falar isso para Faraó.
Falar que passariam por momentos de fartura tava beleza.
Agora imagina falar que depois viriam 7 anos de fome.
Mas por ser corajoso e falar a verdade, aquilo que Deus o revelou, ele ganhou um cargo de extrema confiança.
Na fartura, José estocou, guardou. Nos anos de fome José vendeu o que havia guardado.
Simples, mas por ele mesmo era algo que não aconteceria. Sem essa visão dada por Deus ele não conseguiria chegar.
José demonstrou dependência de Deus. Queridos em nossa vida não pode ser diferente. A dependência de Deus tem que ser total.
Precisamos aprender a depender, sabe porque? Deus é quem cuida de nós.
No evangelho de Mateus está bem explicado. "Se Deus veste os lírios do campo..."
Isso mostra o cuidado de Deus conosco. Com José ele deu visão do futuro.
José teve a visão do futuro porque estava andando com Deus. O texto bíblico diz que era alguém com Espírito de Deus. Deus estava nele.
Só aqueles que estão em Deus podem ter a visão do futuro.
Queridos, estar com Deus é conhece-lo. Ter intimidade.
Esse assunto é importantíssimo em nossa caminhada. Intimidade com Deus nos leva a conhecer a Deus. Conhecendo a Deus vou sabendo a vontade dEle pra minha vida.
O conhecimento sobre Deus revela o futuro pra nós.
E por fim... José foi um missionário em Terra estrangeira.
Tudo a ver com a gente, é ou não é?
Adversidades da vida, estamos sujeitos a enfrentar.
Ser cheio do Espírito de Deus, aqueles que já tem Jesus em seu coração receberam o Espírito Santo.
E um missionário em terra estrangeira.
Nosso lugar não é aqui, mas estamos aqui.
Somos missionários.
Somos enviados por Deus para um terra estranha.

Um missionário em terra estrangeira!

Assim também aconteceu com José. Ele foi Enviado por Deus a uma terra estranha.
O v.7 do nosso texto base (Gn 45) afirma isso, e o mais interessante disso tudo é ver que foi uma fala de José.
Mesmo depois de ter passado por todos os problemas que passou.
Invejado pelos irmãos, maltratado por eles, vendido como escravo, preso injustamente.
Olha quanto problemas.
Ele reconhece que tudo aquilo que Ele viveu foi por permissão de Deus e para a Glória de Deus.
Ele reconhece que todas as maldades que foram feitas a ele tinham um propósito.
Ele entende que sua venda para o Egito estava no plano de Deus para preservação da vida.
No meio de um povo idólatra ele foi diferença.
Mesmo em meio a uma sociedade má, ele fez a diferença. Mesmo em meio as situações complicadas ele fez a diferença.
José está mostrando pra nós que é possível fazer a diferença no meio de um povo sem Cristo.
Fomos chamados para levar Jesus Cristo. Fazer a diferença (últimas 2 quartas com fé falamos disso)
A bíblia diz que o sinal do fim dos tempos é que o amor de muitos se esfriará, de muito... não de todos.
Nós temos que fazer parte daqueles que o amor não esfriou.
Precisamos continuar a nossa missão de proclamar Jesus Cristo a todo mundo.
Qual a nossa missão?
Levar esse amor que liberta a todas as pessoas.
E por onde nós podemos começar? No lugar onde estamos plantados, Igreja Batista Central de Realengo, nós fomos chamados para levar Jesus Cristo aqui em Realengo
Não tenha vergonha ou medo, faça aquilo para o que Deus te chamou.
Queridos, Deus nos da muitos privilégios e servi-lo é um deles.
A Igreja é viva, apóstolo Paulo diz que somos um Corpo. Realmente a sua ilustração de igreja é linda.
José teve a oportunidade de servir a Deus em uma terra estrangeira e lá demonstrou fidelidade e lealdade ao Senhor.
José foi um missionário, um enviado de Deus em uma terra estrangeira.
Nosso lugar é o céu, nossa casa é celestial... temos 2 pátrias, somos cidadãos dos céus e da terra.
Se estamos aqui, temos um propósito de vida.
Aqui estamos de passagem... um dia partiremos desse lugar.
Seja um Missionário, deixe ser usado pelo Espírito de Deus em uma terra estrangeira.

Conclusão!

A vida de José serve de exemplo para nós os Cristãos desse século.
Parar, observar o que passou ele passou e ver que é possível permanecer fiel ao Senhor mesmo em meio as lutas, provações e dificuldades.
Olhar para a vida de José e ver que era alguém cheio do Espírito de Deus e que isso foi fundamental para entender as suas lutas e o propósito do que viveu.
José foi alguém diferente no meio de um povo ruim.
José foi um representante de Deus no meio de um povo cheio de deuses.
José foi um missionário, um proclamador e que glorificou a Deus com sua vida.
Que sejamos como José no tempo de hoje.
Que as adversidades não nos façam parar, muito pelo contrário, que sejamos impulsionados por elas.
Que sejamos cheio do Espírito Santo em nossas ações.
Que sejamos proclamadores da palavra de Deus com a nossa vida e as nossas ações.
Related Media
See more
Related Sermons
See more