ISAQUE E A FÉ QUE DIGNIFICA (Pág. 107 a 116)

A fé que agrada a Deus  •  Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 8 views
Notes
Transcript
Hebreus 11:20

abençoar (favor) — invocar (ou promulgar) favor divino, implicando frequentemente em uma disposição positiva ou em ações gentis para com o destinatário. Sentido Antônimo: amaldiçoar (invocar dano).

Vivemos em uma sociedade sem Deus, fria, opressora e desumana. Ela só valoriza e promove quem dá certo ou faz algo grande ou sensacional. É a sociedade dos grandes atletas, artistas, empresários, políticos e celebridades. E o problema se agrava pelo fato que, hoje, a mídia exalta gente sem talento algum.
Entretanto, mesmo pensando no lado mais sério da sociedade sem Deus, essa só valoriza os grandes, e isso é um grande pecado. Por quê?
1. Primeiro, porque é o cidadão comum que leva uma vida normal, que vive ao seu lado e é uma benção na sua vida. Antes de você acordar, alguém se levantou de madrugada para preparar pães quentinhos para seu café da manhã.
2. Segundo, porque a Palavra de Deus declara que o valor e importância do ser humano não depende de suas realizações sensacionais o patrimônio que possui. Todo ser humano tem o seu valor e a sua dignidade pelo fato de ter sido criado à imagem e semelhança de Deus.
Se todo pecado tem uma consequência, qual é a desse pecado de valorizar e exaltar apenas os famosos? Olhe ao seu lado e verá muita gente carente, frustrada, infeliz e mal-amada, várias pessoas necessitadas de um mínimo de reconhecimento e encorajamento e desanimadas pelo desprezo e pouco caso social.
Num ato de desespero, eles se expõem publicamente, tiram a roupa, envolvem -se em escândalos e abrem a mão de seus valores. Tudo isso a fim de sair do anonimato e conquistar um minuto de fama, reconhecimento, valor e importância.
Acredito que todos nós, de uma forma ou de outra, sofremos essa pressão e desprezo por sermos pessoas comuns. E é por isso que precisamos refletir sobre a vida de Isaque.
7.1. QUEM FOI ISAQUE?
7.1.1. Espiritualmente falando, Isaque foi filho normal de um pai famoso (Abraão) e pai normal de um filho famoso (Jacó). Mas ele mesmo teve uma vida ordinária, normal. Apenas três coisas marcaram sua vida:
1. Primeiro, ele foi alvo da promessa de Deus. Ele era o filho da promessa de Deus para Abraão de que, através do descendente deste, o Senhor abençoaria todas as famílias da terra. Ele sabia que era objeto de um grande plano de Deus.
2. Segundo, seu nascimento foi um milagre divino. Seu pai tinha 99 anos e sua mãe, Sara, 89. Eles não tinham condições de gerar filhos, mas, pelo poder de Deus, Isaque veio ao mundo.
3. Terceiro, Isaque teve uma experiência marcante no altar. Deus testa Abraão e esse leva seu filho para sacrificá-lo no monte Moriá. Deus intercepta a mão de Abraão no último segundo, confirma que ele foi provado e aprovado e fornece um carneiro para morrer no lugar de Isaque.
7.1.2. Fora isso, ele não realizou nada de diferente ou sensacional. Pelo contrário, ele teve um casamento lindo com Rebeca, marcado pela orientação do Senhor (Gênesis 24), e uma vida familiar marcada pelo erro do favoritismo: Rebeca com Jacó e Isaque com Esaú.
7.1.3. A vida espiritual de Isaque também foi bem comum, sendo marcada por altos e baixos. Diante de uma grande fome na terra, Isaque pensou em descer para o Egito. Porém, Deus ordenou que permanecesse em Gerar.
7.1.4. Em um ponto alto de sua vida espiritual, ele confiou e obedeceu, e tudo foi bem. Gênesis 26:6, 12-13.
7.1.5. Contudo, logo em seguida, ele teve um momento de baixa. Ele repetiu o pecado do pai com Abimeleque, rei Filisteu, mentindo que sua esposa era sua irmã para não colocar-se em risco de vida. Gênesis 26:7-11
7.1.6. Outro ponto alto foi quando, diante da inveja dos filisteus de sua prosperidade, ele foi paciente e humilde. Gênesis 26:13-15 e 20-22
7.1.7. Já outro ponto baixo foi com relação à benção do primogênito. Era costume da região passar a benção patriarcal ao mais velho. Porém, ao fim da gravidez, antes das crianças nascerem, Deus escolheu soberanamente mudar essa tradição e disse que o mais velho serviria o mais novo. Gênesis 25:21-23
7.1.8. Além disso, o próprio Esaú havia trocado essa benção por um prato de comida. Porém, Isaque foi teimoso e, devido seu favoritismo, queria abençoar Esaú. Mesmo assim, ele foi enganado por Rebeca e Jacó e acaba abençoando este como primogênito. Gênesis 25: 21-27 e 27:1-4
7.1.9. Entretanto, é interessante que o texto de Hebreus 11 retrata o abençoar dos filhos como um ponto alto. Essa benção não era algo vazio, uma mera formalidade social. Era a benção do próprio Deus. Logo, quando Isaque realizou essa formalidade, ele estava declarando sua fé em Deus, declarando sua fé na Palavra de Deus e declarando sua fé no plano de Deus de abençoar todas as famílias da terra. Hebreus 11:20
7.2. COMO DEUS O CONSIDEROU?
7.2.1. Isaque nunca pregou, operou milagres, expulsou um demônio ou participou de nenhum grande evento espiritual. Além do mais, acertou algumas vezes, errou outras, então como Deus o avaliou?
7.2.2. Deus o considerou com amor, respeito, honra. No livro de Hebreus, ao falar da fé que agrada a Deus, o Espírito Santo o menciona com honras e diz que, assim como Abel, Enoque, Noé e Abraão, “pela fé Isaque abençoou Jacó e Esaú com respeito ao futuro”. Ele é considerado um herói da fé, alguém cuja fé devemos imitar.
7.2.3. Isso significa que Deus não nos considera como a sociedade nos avalia. Ele não focaliza sua atenção em nossas realizações, produtividade ou performance espiritual, em nosso sucesso, renome ou fama, mas em nossa fé nas suas promessas divinas, Deus o considera com amor e dignidade. Para ele, você é importante.
7.2.4. Veja o texto de Hebreus 11:6. Ele não diz que “sem fama” é impossível agradar a Deus. Pois quem dele se aproxima precisa “ser alguém na vida” e que recompensa “quem tem alguma coisa para lhe oferecer”. Deus honrou Isaque tanto quanto Elias, Eliseu, Moisés e Paulo, pois ele não nos avalia como a sociedade o faz.
7.2.5. A Bíblia relata uma história em Lucas 11:27-28, onde todos os que ouvem a palavra de Deus e obedecem são igualmente felizes e bem-aventurados. Qual Palavra de Deus devemos obedecer?
1. Ele nos convida a mudar de atitude com relação ao nosso foco. Devemos nos voltar para Deus e parar de viver para nós mesmos. Amado leitor, deixe o seu orgulho e volte-se para Deus. Deixe a sua prepotência e independência social e junte-se ao povo de Deus.
2. Pare de tentar ser grande diante da sociedade. Pare de perseguir riquezas. Você não encontrará paz nisso. Sujeite-se a Deus e você será tão bem-aventurado quanto Maria e tão abençoado quanto Isaque.
7.2.6. A sociedade te despreza? A sociedade não reconhece o seu valor? Os homens olham para sua vida, realizações, conquistas e o tratam com desdém? Olhe para Deus e você o verá abençoando sua vida. Ele o criou à sua imagem e semelhança. Mesmo depois do pecado, Deus prova seu amor por você pelo fato de abençoa-lo com toda sorte de benção espirituais.
7.2.7. O que Deus fala a teu respeito?
1. Ele fala que você é um pecador perdoado gratuitamente pela graça de Deus, mediante a redenção que há na pessoa, na mensagem e na morte de Cristo Jesus. Romanos 3:24
2. Você foi comprado por alto preço, pelo precioso sangue de Cristo. I Coríntios 6:2,
3. Foi lavado, justificado e santificado no nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito de nosso Deus. I Coríntios 6:11
4. Você é um discípulo, seguidor de Cristo Jesus. Mateus 28:18
5. Um eleito de Deus, santo e amado. Colossenses 3:12
6. Você foi escolhido e separado por Deus para louvor de sua glória e selado com o Espírito Santo da promessa, o qual é o penhor da sua herança até o resgate da sua propriedade no dia de Cristo. Efésios 1
7.2.8. Por isso, sua prioridade nesta vida é combater o bom combate, completar sua corrida, e guarda a fé; para então receber a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, lhe dará naquele dia; e não somente a você, mas também a todos os seus irmãos, os que amam a vinda de Jesus Cristo. II Timóteo 4:7
Related Media
See more
Related Sermons
See more