Rebeca e a Providência de Deus

GÊNESIS  •  Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 9 views
Notes
Transcript

Introdução

Quando olhamos para a igreja hoje, são muitos os que afirmam que ela está em perigo.
Será que a apostasia acabará com a igreja?
Será que as perseguições acabarão com a igreja?
Será que há esperança de um futuro abençoado para aigreja?
Será que sua existência será continuada? Será que nossos filhos e netos continuarão a obra que hoje realizamos, ou será que eles abandonarão os caminhos do Senhor?
Assim como muitos hoje temem que seus filhos e netos deixem de congregar, em Israel também havia o temor de que tanto as guerras que vinham de fora, quanto a idolatria que vinha de dentro podiam acabar com a história do povo de Israel.
Deus havia feito uma promessa a Abraão, mas será que ela será cumprida mesmo?
Será que a semente da mulher finalmente virá?
Será que através dos descendentes de Abraão serão benditas todas as famílias da terra?
Vejam por quê desta preocupação.
Genesis 24:1 NAA
1 Abraão já era velho, de idade bem avançada, e o Senhor o havia abençoado em tudo.
Embora Deus havia abençoado Abraão em tudo, sua esposa agora estava morta. Não havia mais mãe em Israel. A tenda de Sara estava vazia. Quem continuaria a descendência uma vez que Isaque não havia casado ainda?
Isaque, agora possui 40 anos e ainda está solteiro. Abraão está perto da morte e vê que seu filho não casa.
Seria natural a ele que se preocupasse em arrumar uma esposa a seu filho, pois sem este casamento, não haveria descendentes dele para cumprir a promessa de Deus sobre a herança da terra e sobre a vinda da semente da mulher que destruiria os efeitos da queda.
Por isso, Abraão chama ao servo mais antigo de sua casa, provavelmente seu servo de maior confiança, e o faz jurar que encontraria uma esposa para seu filho.
Genesis 24:2–4 NAA
2 Abraão disse ao mais antigo servo da sua casa, que governava tudo o que possuía: — Ponha a sua mão por baixo da minha coxa, 3 para que eu faça com que você jure pelo Senhor, Deus do céu e da terra, que você não buscará uma esposa para o meu filho entre as filhas dos cananeus, no meio dos quais estou morando, 4 mas que você irá à minha parentela e ali buscará uma esposa para Isaque, meu filho.
Pôr a mão embaixo da coxa era o mesmo que pôr a mão sobre a Bíblia.
Abraão (v.3) não quis que seu servo buscasse esposa entre as filhas dos cananeus, onde eles moravam.
Antes, Abraão pediu que ele fosse até à casa de seus parentes e ali encontrasse esposa para Isaque. O problema é que os parentes de Abraão moravam na terra de onde ele havia saído, na Caldeia, região da Babilônia, onde hoje seria o Iraque.
Isso significa uma viagem de mais de 700 quilômetros, que naquele tempo significaria quase um mês de viagem.
A razão desta escolha é que os descendentes de Canaã viviam debaixo de uma maldição enquanto os descendentes de Sem viviam debaixo da bênção do Senhor. Abraão e seus parentes eram semitas.
Abraão não queria que seu filho casasse com alguém que não seria herdeira da terra. E Deus havia dito o seguinte:
Genesis 15:15–16 NAA
15 E você irá para junto de seus pais em paz; será sepultado em boa velhice. 16 Na quarta geração, voltarão para cá; porque a medida da iniquidade dos amorreus ainda não se encheu.
Os amorreus eram os cananeus. Estes pecariam em tão grande medida, que o senhor os exterminaria. E não era para que o filho de Abraão se casasse com alguém que não estivesse debaixo da benção de Deus, ou, com alguém que estivesse já debaixo de uma condenação.
Isso é tão importante para Abraão que ele faz seu servo jurar pelo Deus do céu e da terra:
Genesis 24:3–4 NAA
3 para que eu faça com que você jure pelo Senhor, Deus do céu e da terra, que você não buscará uma esposa para o meu filho entre as filhas dos cananeus, no meio dos quais estou morando, 4 mas que você irá à minha parentela e ali buscará uma esposa para Isaque, meu filho.
Ou seja, que ele jure pelo Deus da aliança.
O servo, vendo o problema de ter de ir tão longe, diz:
Genesis 24:5 NAA
5 Então o servo disse: — Talvez a mulher não queira vir comigo para esta terra. Nesse caso, devo levar o seu filho à terra de onde o senhor veio?
Seria realmente algo natural que uma mulher e sua família não aceitassem seguir um estranho para uma terra desconhecida e muito distante para se casar com alguém que não conheciam. Ou seja, uma viagem longa que poderia ser um fracasso. Seria mais fácil tentar arrumar uma esposa em Canaã, perto da terra onde Abraão estava.
Porém Abraão não aceita:
Genesis 24:6–8 NAA
6 Abraão respondeu: — Cuidado! Não faça o meu filho voltar para lá. 7 O Senhor, Deus do céu, que me tirou da casa de meu pai e da terra dos meus parentes, e que me falou, e jurou, dizendo: “À sua descendência darei esta terra”, ele enviará o seu anjo adiante de você, para que lá você encontre uma esposa para o meu filho. 8 Caso a mulher não queira vir, você ficará desobrigado do seu juramento; entretanto, não leve o meu filho para lá.
Abraão endurece e afirma que o servo não deveria conseguir uma esposa que fizesse Isaque voltar para Canaã.
Primeiro, Abraão garante que o Senhor o guiará para encontrar a mulher. Abraão nunca deixou de crer na promessa (verso 7).
Esta ideia de Deus ir adiante sempre esteve presente em Israel. Veja:
Exodus 13:21 NAA
21 O Senhor ia adiante deles, durante o dia, numa coluna de nuvem, para os guiar pelo caminho; durante a noite, numa coluna de fogo, para os iluminar, a fim de que caminhassem de dia e de noite.
'Assim como o Senhor ia adiante do seu povo, o anjo do Senhor foi adiante do servo de Abraão para encontrar a escolhida do Senhor para ocupar o lugar de Sara como mãe de Israel.
Após as palavras de Abraão, o servo começou os preparativos para a viagem
Genesis 24:9–10 NAA
9 Com isso, o servo pôs a sua mão por baixo da coxa de Abraão, seu senhor, e jurou fazer segundo o resolvido. 10 O servo pegou dez dos camelos do seu senhor e, levando consigo uma parte dos bens dele, levantou-se e partiu para a Mesopotâmia, para a cidade onde Naor havia morado.
após todo o preparo, o narrador conta a história que durou um mês em meio versículo (10b).
a viagem em si nao tem importancia...
o importante é o que acontece quando o servo chega ao seu destino. após um mês, o narrador devotará 51 versículos para contar o que aconteceu em uma tarde e uma manhã (11-61).
o sevo está junto ao poço fora da cidade de Naor, quase anoitecendo, e logo as mulheres chegarão para tirar água. Seria alguma delas a mulher certo?
Genesis 24:11–14 NAA
11 Fora da cidade, fez os camelos se ajoelharem junto a um poço de água. Era de tardinha, a hora em que as moças saem para tirar água. 12 Então o servo orou: — Ó Senhor, Deus de meu senhor Abraão, peço-te que me ajudes hoje e sejas bondoso para com o meu senhor Abraão! 13 Eis que estou ao pé da fonte de água, e as filhas dos homens desta cidade saem para tirar água. 14 Concede, pois, que a moça a quem eu disser: “Incline o cântaro para que eu beba”; e ela me responder: “Beba, e darei ainda de beber aos seus camelos”, seja a que designaste para o teu servo Isaque; e nisso verei que foste bondoso para com o meu senhor.
Ele era um homem de oraçao. Ora com fervor. (v12) "bondoso", hesed.
Como ele saberia qual era a mulher? Então ele estabelece uma prova. Pede um sinal evidente. (14)
O sinal era a mulher se oferecer dar água para ele e para os animais.
Que sinal! Que mulher se ofereceria a dar agua para um homem? e mais, para os animais?!
Um camelo que tenha ficado alguns dias sem água pode beber 95 litros. Os cântaros da antiguidade usados para tirar água não armazenavam mais do que 12 litros. Em outras palavras, isso significaria talvez a retirada de 80 a 100 vezes a retirada de água do poço devido a todos os animais.
Se uma moça fizesse isso, seria o sinal evidente nao só da bençao de Deus, mas do caráter desta moça: afável, hospitaleira, e que não teme o trabalho duro.
Genesis 24:15 NAA
15 Antes que ele acabasse de orar, eis que surgiu Rebeca, filha de Betuel, filho de Milca, mulher de Naor, irmão de Abraão, trazendo um cântaro sobre o ombro.
Deus respondeu rápido.
Ela era sobrinha-neta de Abraão. mas o servo nao sabia disso ainda.
Genesis 24:16 NAA
16 A moça era muito bonita, virgem, a quem nenhum homem havia possuído. Ela desceu até a fonte, encheu o seu cântaro e subiu.
Genesis 24:17–20 NAA
17 Então o servo correu ao encontro dela e disse: — Peço que me deixe beber um pouco da água do seu cântaro. 18 Ela respondeu: — Beba, meu senhor. E prontamente, baixando o cântaro para a mão, deu-lhe de beber. 19 Depois de lhe dar de beber, disse: — Vou tirar água também para os seus camelos, até que todos bebam. 20 E, apressando-se em despejar o cântaro no bebedouro, correu outra vez ao poço para tirar mais água; ela tirou água para todos os camelos.
Impressionante. Um coisa é baixar o cântaro par ao homem, outra é para todos os camelos...
Essa deveria ser a moça. O desempenho dela ultrapassa as expectativas mais otimistas.
Mas será que ela era parente de Abraão?
Genesis 24:21–24 NAA
21 O homem a observava, em silêncio, atentamente, para saber se o Senhor teria levado a bom termo a sua jornada ou não. 22 Quando os camelos acabaram de beber, o homem pegou um pendente de ouro pesando seis gramas e duas pulseiras para as mãos dela, pesando cento e vinte gramas de ouro. 23 Em seguida perguntou: — Diga-me: De quem você é filha? Será que na casa de seu pai haveria lugar para eu e os que estão comigo passarmos a noite? 24 Ela respondeu: — Sou filha de Betuel, que é filho de Milca e de Naor.
Quando o servo ouve que ela era sobrinha-neta de Abraão, ele se joga no chão e começa a adorar ao Senhor.
Genesis 24:25–27 NAA
25 E acrescentou: — Temos palha, muito pasto e lugar para passar a noite. 26 Então o homem se inclinou e adorou o Senhor. 27 E disse: — Bendito seja o Senhor, Deus de meu senhor Abraão, que não retirou a sua bondade e a sua verdade do meu senhor. Quanto a mim, estando no caminho, o Senhor me guiou à casa dos parentes do meu senhor.
Ele reconhece a bondade e a fidelidade do Senhor à sua aliança com seu servo Abraão.
O Senhor é fiel em cumprir suas promessas e o servo estava vendo o cumprimento de mais uma promessa diante de seus olhos.
A providência do Senhor é vista com toda clareza, e diante dela ele O adora.
Mas a tensão continuaria… Será que a família desta jovem e a própria jovem concordariam em sair de sua terra, de seus pais, e viajar quase 1000 quilômetros para se casar com um homem que ela nunca viu?
Ela corre pra casa pra contar aos pais. Seu irmão Labão (ganancioso, como saberemos mais tarde!), ao ver as joias que ela ganhou, mal espera que ela termine a história e corre para o poço para encontrar o servo e os camelos.
Genesis 24:28–32 NAA
28 E a moça correu e contou tudo aos da casa de sua mãe. 29 Ora, Rebeca tinha um irmão, chamado Labão. Este correu ao encontro do homem junto à fonte. 30 Acontece que Labão tinha visto o pendente e as pulseiras nas mãos de sua irmã e ouvido as palavras de Rebeca, sua irmã, que dizia: “Ele me falou assim e assim.” Por isso foi até onde ele estava e o encontrou em pé junto aos camelos, ao lado da fonte. 31 E Labão disse: — Entre, bendito do Senhor! Por que você está aí fora? Já preparei a casa e o lugar para os camelos. 32 Então o homem entrou na casa. Descarregaram os camelos e lhes deram forragem e pasto. Também trouxeram água para que ele e os homens que estavam com ele lavassem os pés.
Estas foram excelentes boas-vindas. Após elas, oferecem uma excelente refeição.
Genesis 24:33 NAA
33 Puseram comida diante dele. Porém ele disse: — Não vou comer enquanto não disser o que tenho para dizer. Labão respondeu: — Diga.
Mas antes de comer, o servo faz questão de se explicar.
E na explicação, ele praticamente repete tudo aquilo que o narrador desta história já nos contou até aqui.
Genesis 24:34–49 NAA
34 Então ele disse: — Sou servo de Abraão. 35 O Senhor tem abençoado muito o meu senhor, e ele se tornou um grande homem. O Senhor lhe deu ovelhas e bois, prata e ouro, servos e servas, camelos e jumentos. 36 Sara, mulher do meu senhor, já era idosa quando lhe deu à luz um filho, a quem o meu senhor deu tudo o que tem. 37 E meu senhor me fez jurar, dizendo: “Não busque uma esposa para o meu filho entre as mulheres dos cananeus, em cuja terra estou morando. 38 Pelo contrário, vá à casa de meu pai e à minha família e ali busque uma esposa para o meu filho.” 39 Respondi ao meu senhor: “Talvez a mulher não queira me acompanhar.” 40 Ele me disse: “O Senhor, em cuja presença eu ando, enviará o seu Anjo com você e levará a bom termo a sua jornada, para que, da minha família e da casa de meu pai, você traga uma esposa para o meu filho. 41 Você estará desobrigado do seu juramento, caso você for até a minha família e eles não quiserem dar a moça a você; neste caso, você estará desobrigado do juramento.” 42 — Hoje, pois, quando cheguei à fonte, eu disse: “Ó Senhor, Deus de meu senhor Abraão, leva a bom termo a jornada em que sigo. 43 Eis-me agora junto à fonte de água. A moça que sair para tirar água, a quem eu disser: ‘Dê-me um pouco de água do seu cântaro’, 44 e ela me responder: ‘Beba, e também tirarei água para os seus camelos’, seja essa a mulher que o Senhor designou para o filho de meu senhor.” 45 — Antes que eu acabasse de orar em meu íntimo, eis que veio Rebeca trazendo o seu cântaro sobre o ombro. Ela desceu à fonte e tirou água. E eu lhe disse: “Peço que me dê de beber.” 46 Ela prontamente baixou o cântaro do ombro e disse: “Beba, e também darei de beber aos seus camelos.” Bebi, e ela deu de beber aos camelos. 47 Daí lhe perguntei: “De quem você é filha?” Ela respondeu: “Filha de Betuel, que é filho de Naor e Milca.” Então lhe pus o pendente no nariz e as pulseiras nas mãos. 48 E, prostrando-me, adorei o Senhor e louvei o Senhor, Deus do meu senhor Abraão, que me havia conduzido por um caminho direito, a fim de encontrar para o filho do meu senhor uma filha do seu parente. 49 Agora, pois, se estiverem dispostos a usar de bondade e de fidelidade para com o meu senhor, digam; do contrário, digam também, para que eu siga o meu caminho, para a direita ou para a esquerda.
Deus já havia tratado Abraão e o servo com bondade (hesed). Será que Labão e sua casa também tratariam Abraão com a mesma bondade (hesed)?
A resposta vem rapidamente.
Genesis 24:50–52 NAA
50 Labão e Betuel responderam: — Isto procede do Senhor. Nada temos a dizer, nem a favor nem contra. 51 Aqui está Rebeca; leve-a com você e que ela seja a mulher do filho do seu senhor, segundo a palavra do Senhor Deus. 52 Quando o servo de Abraão ouviu tais palavras, prostrou-se em terra diante do Senhor.
O pai e o irmão de Rebeca tomam rapidamente a decisão.
Diante disso, ele oferece mais presentes.
Genesis 24:53 NAA
53 Tirou joias de ouro e de prata e vestidos e os deu a Rebeca. Também deu ricos presentes ao irmão e à mãe dela.
Depois de terem resolvido tudo, era hora de festejar.
Genesis 24:54 NAA
54 Depois, comeram e beberam, ele e os homens que estavam com ele, e passaram a noite. De madrugada, quando se levantaram, o servo disse: — Permitam que eu volte ao meu senhor.
Alegria. Porém, o servo tinha pressa para voltar. Afinal,era mais um mês de viagem para voltar.
Mas aí vem outra tensão para o servo.
Genesis 24:55–60 NAA
55 Mas o irmão e a mãe da moça disseram: — Deixe que ela fique conosco mais alguns dias, pelo menos dez; e depois poderá ir. 56 Ele, porém, lhes disse: — Não me detenham, pois o Senhor me tem levado a bom termo na jornada; deixem que eu volte ao meu senhor. 57 Disseram: — Vamos chamar a moça para ver o que ela diz. 58 Chamaram, pois, Rebeca e lhe perguntaram: — Você quer ir com este homem? Ela respondeu: — Sim, quero. 59 Então deixaram que Rebeca, a irmã deles, partisse, junto com a sua ama, com o servo de Abraão e os homens que estavam com ele. 60 Abençoaram Rebeca e lhe disseram: — Que você, nossa irmã, seja a mãe de milhares de milhares, e que a sua descendência tome posse das cidades dos seus inimigos.
depois da súplica para que ficassem e da insistencia do servo para que fossem logo, a família decide colocar a decisão nas mãos da própria moça.
Rebeca decidiria. E ela, surpreendentemente, demonstrando fé naquilo que o Senhor estava fazendo, decide obedecer e ir na mesma hora.
Diante da decisao dela, a abençoam com as palavras do verso 60.
Esta era a mesma bençao sobre Abraão e seus descendentes, que seriam os descendentes de Rebeca também.
Mas agora o servo enfrentaria nova tensão. Será que o solteiro Isaque de 40 anos aceitaria esta moça como sua esposa?
Genesis 24:61 NAA
61 Então Rebeca se levantou com as suas servas e, montando os camelos, seguiram o homem. O servo de Abraão tomou Rebeca e partiu.
novamente, a viagem de volta dura só um verso...
porém, quando chegam no verso seguinte, vemos Isaque vindo...
Genesis 24:62–65 NAA
62 Ora, Isaque veio de Beer-Laai-Roi, porque morava na terra do Neguebe. 63 Ao cair da tarde, Isaque saiu para meditar no campo. Erguendo os olhos, viu, e eis que vinham camelos. 64 Também Rebeca levantou os olhos e, vendo Isaque, desceu do camelo, 65 e perguntou ao servo: — Quem é aquele homem que vem pelo campo ao nosso encontro? O servo respondeu: — É o meu senhor. Então ela pegou o véu e se cobriu.
naquela cultura a noiva deveria usar um véu ao se encontrar com o noivo.
O servo entao conta tudo a Isaque.
Genesis 24:66 NAA
66 O servo contou a Isaque todas as coisas que havia feito.
O texto nao nos conta, mas a atitude de Isaque no último versículo demonstra que ele também cria que tudo o que havia acontecido era obra do Senhor, da providência do Senhor, para que continuasse a haver descendencia da familia de Abraão sobre aquela terra.
e o texto termina dizendo
Genesis 24:67 NAA
67 Isaque a conduziu até a tenda de Sara, mãe dele. Ele tomou Rebeca, e esta se tornou a mulher dele. Ele a amou; e assim Isaque foi consolado depois da morte de sua mãe.
A tenda de Sara está ocupada de novo. Há novamente uma mãe em Israel.
Com o casamento entre eles e os filhos que tiveram, especialmente um chamado Jacó cujo nome foi mudado mais tarde para Israel, o Senhor deu início a um grande povo que encheria toda aquela terra prometida a Abraão e seus descendentes.
O senhor também viria a trazer dessa descendência escolhida aquele que seria a semente da mulher que esmagaria a cabeça da serpente. Jesus seria um descendente distante de Rebeca e Isaque.
e o mais maravilhoso é que quando isso viesse a acontecer, outra mulher tomaria uma decisão parecida com a de Rebeca.
Luke 1:26–38 NAA
26 No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, 27 a uma virgem que estava comprometida a casar com um homem da casa de Davi, cujo nome era José. A virgem se chamava Maria. 28 E, aproximando-se dela, o anjo disse: — Salve, agraciada! O Senhor está com você. 29 Ela, porém, ao ouvir esta palavra, perturbou-se muito e pôs-se a pensar no que poderia significar esta saudação. 30 Mas o anjo lhe disse: — Não tenha medo, Maria; porque você foi abençoada por Deus. 31 Você ficará grávida e dará à luz um filho, a quem chamará pelo nome de Jesus. 32 Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo. Deus, o Senhor, lhe dará o trono de Davi, seu pai. 33 Ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim. 34 Então Maria disse ao anjo: — Como será isto, se eu nunca tive relações com homem algum? 35 O anjo respondeu: — O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a envolverá com a sua sombra; por isso, também o ente santo que há de nascer será chamado Filho de Deus. 36 E Isabel, sua parenta, igualmente está grávida, apesar de sua idade avançada, sendo este já o sexto mês de gestação para aquela que diziam ser estéril. 37 Porque para Deus não há nada impossível. 38 Então Maria disse: — Aqui está a serva do Senhor; que aconteça comigo o que você falou. Então o anjo foi embora.
Assim como Rebeca disse "irei", Maria disse "Aqui estou… aconteça comigo o que você falou".
E o filho de Maria veio a ser a semente da mulher. Por intermédio de Jesus, Deus haveria de cumprir sua promessa a Abraão
Genesis 12:3 NAA
3 Abençoarei aqueles que o abençoarem e amaldiçoarei aquele que o amaldiçoar. Em você serão benditas todas as famílias da terra.
porque Deus enviou Jesus as portas da salvação se abriram a todas as nações do mundo.

Conclusão

Assim como esta história encorajou Israel a crer na providência do Senhor quanto a seu futuro e a seu cuidado, e a crer nas suas providências até o fim do mundo, Jesus também encorajou sua igreja a acreditar nas suas promessas
Por mais que hoje nos preocupemos sobre o futuro da igreja, sobre o "será" se nossos filhos e netos seguirão firmes nos caminhos do Senhor, esta história nos conforta a saber que nosso Deus também será fiel às suas promessas feitas a nós e ao futuro do Seu povo, ou seja, ao futuro de nossos filhos e de Seus Filhos.
Será que perseguiçoes desfariam a igreja? Será que o materialismo, o marxismo, o comunismo, o nazismo, e outros ismos destruirão a igreja e as promessas de Jesus sobre seu triunfo sobre o mundo no final dos tempos? De jeito nenhum
Matthew 16:16–18 NAA
16 Respondendo, Simão Pedro disse: — O senhor é o Cristo, o Filho do Deus vivo. 17 Então Jesus lhe afirmou: — Bem-aventurado é você, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que revelaram isso a você, mas meu Pai, que está nos céus. 18 Também eu lhe digo que você é Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.
nada desfará as promessas de Deus quanto ao futuro de sua igreja...
e o futuro de sua igreja inclui estas crianças que cantam conosco todos os domingos aqui. Amanhã, serão elas que pregarão, serão elas os presbíteros, serão elas que ministrarão o louvor, que ensinarão nas comunidades, que batizarão nossos netos e bisnetos, serão elas que continuarão aquilo que Jesus começou e que prometeu que nenhum poder acabaria.
por isso, continue orando por seus filhos, continue orando por nossas crianças, nossos adolescentes, nossos jovens, tanto aqueles que sao salvos, quanto aqueles que nao sao, tanto aqueles dos nossos que frequentam nossos cultos conosco, quanto aqueles que por enquanto estão distantes. Creiamos que o Senhor pode salvá-los e vir a usá-los para a Sua glória quando não estivermos mais aqui.
por causa de sua fidelidade à sua aliança, é isso que ele nos promete:
Revelation 11:15 NAA
15 O sétimo anjo tocou a trombeta, e houve no céu vozes fortes, dizendo: “O reino do mundo se tornou de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre.”
nao importa como estejamos hoje, podemos entregar nossos filhos e nosso futuro ao Senhor e crer que ele cuidará de tudo. Ele é bom. Ele continua sendo bondoso. Ele continua sendo fiel. Ele continua a realizar a sua obra que um dia começou lá atrás com Abraão e que continuou com Rebeca e se estenderá até o fim dos tempos.
Related Media
See more
Related Sermons
See more