Deus tem o controle da História (Daniel 8 - parte 2)

Daniel 8  •  Sermon  •  Submitted   •  Presented
0 ratings
· 1 view

Daniel 8 - parte 2

Notes
Transcript

Em qual sentido Deus tem com controle da História?

Deus controla a “macro-História”
Deus não controla a micro-História
Ex: Deus não controlou as decisões do nazismo ou do comunismo ao matarem Milhoes de pessoas
ex: Não não controla as decisões governamentais, a menos que seja de seu interesse
Ex. Deus controla o curso geral da história conforme Danie 2, 7 e 8
Breve Revisão do capítulo 8
Carneiro com dois chifres - Medo-pérsia
Bode com Chifre notável (Grécia - Alexandre, o Grande)
Chifre se quebra - morte de Alexandre
4 chifres - Cassandro, Lisímaco, Seleuco e Ptolomeu
De uma dos ventos - Chifre pequeno (Roma pagã e papal)
Na profecia Daniel vê coisas e ouve coisas
Daniel 8.13 ARA
Depois, ouvi um santo que falava; e disse outro santo àquele que falava: Até quando durará a visão do sacrifício diário e da transgressão assoladora, visão na qual é entregue o santuário e o exército, a fim de serem pisados?
A conversa entre os dois anjos tem como tem o Juízo
Quase todas as palavras desse diálogo fazem referência às ações do chifre pequeno: visão (v.1) , Contínuo (v. 11 e 12), entregue (v.12), santuário (v. 11), exército (v. 10-12), pisou (v.10).
Essa passagem fala contra o comportamento do chifre pequeno
O chifre pequeno tinha a intenção de substituir Deus
“Até quando?” - expressão que indica perseguição aos povo de Deus (Sl. 6:3 , 13:2, 62:3, 74:10, 94:3)
Daniel 8.14 ARA
Ele me disse: Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o santuário será purificado.
Linguagem que remete ao “Yom Kippur” - O dia da Expiação
Por isso os animais do capítulo são um carneiro e um bode
A purificação do Santuário do cap. 8 está em paralelo com o dia do juízo do cap. 7
Cap. 7 - Animais/reinos - chifre pequeno - Juízo
Cap. 8 - Animais/reinos - chifre pequeno - purificação do santuário
Levítico 16.5 ARA
Da congregação dos filhos de Israel tomará dois bodes, para a oferta pelo pecado, e um carneiro, para holocausto.
Daniel omite o primeiro e o quarto Reino intencionalmente
Nessa visão a ênfase de Daniel não é nos reinos, mas nos animais que remetem ao dia da expiação
As ações do chifre pequeno envolvem: sacrifício diário, pecado e santuário
Esse era o dia de expiação de todos os pecados
Levítico 16.21–22 ARA
Arão porá ambas as mãos sobre a cabeça do bode vivo e sobre ele confessará todas as iniquidades dos filhos de Israel, todas as suas transgressões e todos os seus pecados; e os porá sobre a cabeça do bode e enviá-lo-á ao deserto, pela mão de um homem à disposição para isso. Assim, aquele bode levará sobre si todas as iniquidades deles para terra solitária; e o homem soltará o bode no deserto.
Este era o único dia em que o sumo sacerdote poderia entrar no lugar santíssimo
Levítico 16.2 ARA
Então, disse o Senhor a Moisés: Dize a Arão, teu irmão, que não entre no santuário em todo tempo, para dentro do véu, diante do propiciatório que está sobre a arca, para que não morra; porque aparecerei na nuvem sobre o propiciatório.
Levítico 16.14 ARA
Tomará do sangue do novilho e, com o dedo, o aspergirá sobre a frente do propiciatório; e, diante do propiciatório, aspergirá sete vezes do sangue, com o dedo.
O pecado não somente era perdoado, mas banido do meio do arraial
Levítico 16.21 ARA
Arão porá ambas as mãos sobre a cabeça do bode vivo e sobre ele confessará todas as iniquidades dos filhos de Israel, todas as suas transgressões e todos os seus pecados; e os porá sobre a cabeça do bode e enviá-lo-á ao deserto, pela mão de um homem à disposição para isso.
ESSA CERIMÔNIA DO SANTUÁRIO TERRESTRE REPRESENTAVA UM FUTURO UNIVERSAL
A EXPRESSÃO “TARDES E MANHÃS” NOS REMETE À CRIAÇÃO, INDICANDO QUE O YOM KIPPUR REPRESENTA UMA ESPÉCIE DE RECRIAÇÃO
AQUELA VISÃO APONTAVA PARA O JUÍZO NO TEMPO DO FIM
Daniel 8.15–17 ARA
Havendo eu, Daniel, tido a visão, procurei entendê-la, e eis que se me apresentou diante uma como aparência de homem. E ouvi uma voz de homem de entre as margens do Ulai, a qual gritou e disse: Gabriel, dá a entender a este a visão. Veio, pois, para perto donde eu estava; ao chegar ele, fiquei amedrontado e prostrei-me com o rosto em terra; mas ele me disse: Entende, filho do homem, pois esta visão se refere ao tempo do fim.
claramente a visão não era para se cumprir nos dias de Daniel. Por isso a alicação literal de 1150 dias (antíoco IV Epifânio) não faz sentido.
A visão era para o tempo do fim.
Daniel 8.26 ARA
A visão da tarde e da manhã, que foi dita, é verdadeira; tu, porém, preserva a visão, porque se refere a dias ainda mui distantes.
O CAPÍTULO TERMINA COM UMA CERTA "FRUSTRAÇÃO” POR NÃO ENTENDER O QUE SIGNIFICAVA A VISÃO DAS 2300 TARDE E MANHÃS - O CAPÍTULO 9 RESOLVE ISSO
LIÇÕES DA VISÃO DAS “TARDES E MANHÃS”
1 - Deus está vendo o sofrimento dos seu filhos
2 - Deus já providenciou a punição e a recompensa a quem merece cada uma dessa coisas
3 - Deus providenciará a recriação desse planeta
4 - O mal será extinguido e a Terra voltará ao plano original de Deus
Related Media
See more
Related Sermons
See more